INCENSO

Quando sinto que tudo vale a pena, E entro no filme que não me condena,

Ponho os meus sentidos na linha, Sinto o que se adivinha

Penso no que já fiz, no que mais me diz...

No que eu faço... o que é que eu acho ??

Que ás vezes mais pareço um disco riscado, Será que estou todo queimado?

Quando penso : mas que droga de vida... acendo mais um incenso, Fumo a paz que me alivia,

Quando penso , que estou cheio do vazio da vida… acendo mais um incenso, Fumo a paz que no ar é sentida...

Quero ver tudo em camara lenta ficar no 1º plano da cena,

E por os meus sentidos na linha, Sentir o que se adivinha,

Pensar no que já fiz, no que me faz feliz...

No que eu faço... o que é que eu acho ??

Que ás vezes mais pareço um disco riscado, Será que estou todo queimado?

Quando penso: mas que droga de vida acendo mais um incenso... Fumo a paz que me alivia...

Quando penso que estou cheio do vazio da vida… acendo mais um incenso.... Fumo a paz que no ar é sentida....

Tenho raiva, ganas, furia de viver, por não saber o que está para acontecer !

Semeano

SEMEANO OLIVEIRA
© Todos os direitos reservados