VINHO DOCE

 

 

 

DESPERTEI

ABRI A JANELA

SENTI-ME A MAIS BELA

A MAIS COLORIDA

FLOR 

DO MEU JARDIM

PERCEBI

QUE O SOL

ME SORRIA

REGANDO A ALEGRIA

QUE HÁ MUITO NÃO VIA

NO ACASO ESQUECI

DECIDI

AFASTAR SOFRIMENTO

ESQUECER NO RELENTO

TODA MÁGOA E DORES

QUE UM DIA

SENTI

RESPIREI

TERNA FELICIDADE

ESCONDI A SAUDADE

NUM CANTINHO DO PEITO

VINHO DOCE SORVIDO

COM GOSTINHO  DE AMOR

 

 

 

 

Maria Isabel Sartorio Santos
© Todos os direitos reservados