Afoito (QUINDETO)

Estou feliz e sei o que ocorreu:
o teu carinho é algo assim gostoso.
e eu fico mole a cada toque teu...
Oh! Amor meu, me deixas tão gozoso
e eu quero mais: meu ser a ti se deu!

Teu doce olor me faz qual venturoso;
a quem a sorte, enfim, apareceu!
Já foi-se o breu e sinto-me animoso.
Eu sei que D'us, a ti, qual dom me deu.

Essa tua boca é quente e o gosto é bom!
Ela percorre a tez que treme e o tom
que imprime em mim é algo tão febril!

Num latejar por tua flor formosa
o meu amigo íntimo e tão prosa,

almeja, então, colher pólen gentil!

Essa forma poética é atribuída a Benedito Machado Homem, publicada no livro "Carrilhão" de 1966.
Esquema rímico e estrofação: ababa/baba/ccd/ee/d