Meu Peixinho

 

Ainda me lembro dos nossos acontecimentos

Recordo com muito amor os nossos ansiosos encontros

E mergulhava de cabeça em nossas leituras bobas mas com encantos

E saboreava cada momento que adentrava em seu pensamento.

Quando me deixaste, foi só solidão

Encontrei meu chão sem precisar entender o porquê

Mas me aproximei de mim e vi que o mundo é lindo também sem você

Nas buscas e nas tristezas em nossos limites de acharmos que somos aptos e dependentes

Mas nunca reservamos o mau querer quando incapazes somos uns fracos.

Recordo do amor que nasceu e se pôs em meu ser o alimento do teu bem  querer

E hoje absoluta em meus pensamentos, busco sem razão nenhuma

Tua presença em minha vida vazia e sem brilho

Para reanimar meus dias sem beleza que fuja

De tua vivência de um querer apaixonado pelo meu ser.

Ai como sinto saudade dos teus encantos e lamentos

Das doçuras de teus beijos apaixonados a me envolver e a dizer palavras enbriagantes

Tornando-me uma paixão de marcar meu coração e deixar-me cada vez mais linda em meus encantos

Para faze-te poesias marcantes de desejos e cair em teus braços e apertando-me com doçura e desejos

Como amei e fui amada e como sonhei em ser só tua

E na ânsia  de se fazer um amor belo, deixei- me enbriagar pelo desejo de ser tua na infinidade de teu amor

E entreguei-me nos encantos e desejos de sermos somente um

Mas o amor despertou sentimentos opostos e sem nenhuma euforia, deixei que o amor me deixasse

Sem amparo nem razão sem ódio nem desilusão

Somente na ocasião é que me  deixei ser uma pobre infantil no amor

E fui embora com a dor sem ao menos ter uma ilusão de vivê-lo.

Hoje ainda te amo mais que ontem e menos que amanhã

Mas não quero  somente te encontrar só pra te olhar ou simplesmente te abraçar.

Quero viver esse amor que ainda está contido em meu ser

E crescer a cada momento como uma deusa que de tantos encantos tornou-se  uma desilusão

Onde em cada canto procura desesperadamente alguém que possa manifestar

E embalar esse coração que ficou desprezado e magoado

Mas amadurecido e sempre disposto a encontrar seu lado bom pra uma nova vida

Amar é bom é sonhar é se sentir dois em um é ser tudo e nada

Porém é caminhar com um coração que bate de paixão e contentamento

De viver um amor de verdade em qualquer idade

E quando te pesquei, meu peixinho 

Foi como se estivesse encontrado meu tesouro perdido

E sem querer deixei -o escapar e o amor se foi

Deixando-me somente a saudade de ficar com esperanças

De que um dia ainda serei a sua eterna apaixonada.

Ama-me só na saudade 

Busca-me a qualquer hora

Aceite-me em seu bem querer

E seja o que Deus quiser!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mariana Cordeiro( Maryta)
© Todos os direitos reservados