QUANDO PARTIR...

QUANDO PARTIR...

QUANDO PARTIR...

Teresa Cordioli
 
Não quero que permaneça em mim
o teu cheiro quando partir,
quero minhas mãos limpas,
nelas, só o cheiro de paz...
Sem tua presença,
sem lembranças...
 
Se ele permanecer,
chorarei,
será saudades...
 
Então, se for sair,
que saias inteiro
leve consigo o que me prometeu...
Em mim, não terás espaço para a esperança,
de que voltarás mais tarde...
A porta estará fechada
sem direito a nova entrada...
 
 
00:57 minutos do dia 30 de maio de 2011...
 
 

Teresa Cordioli
© Todos os direitos reservados