SOU FERRO BATIDO

SOU FERRO BATIDO

Eu não mudo o meu traçado
Se você quiser sabe o traço
Hoje sou caro e não me abalo
Já por muito pouco sobrevivi

As marcas estão na minha cara
E estas tiveram um custo alto
Não vacilo naquilo que busquei
E não dou mais segunda chance

Sou todo aberto a que dizes
Mas não espere que aceite
Para te bajular sou sério
No amor sou aço derretido

Mas endureço fácil se batido
Não espere te dizer não vá
Se acaso de malas partires
Fecharei a porta sem tranca

Conheçi em dor todos torpores
Nadei em todas as águas turvas
Conheci todos fundos de poço
Ressurgi de loucuras inaudíveis

Não espere de mim facilidades
Mantenha-se firme na verdade
Não fraqueje nas tuas vontades
Pois só assim me acompanharás

Caminho o caminho já curtido
Sei da trilha o fim e o começo
Não espero mais de ninguém
A alegria que brota em mim

www.hserpa.prosaeverso.net

"Não é o lugar em que nos encontramos nem as exterioridades que tornam as pessoas felizes; a felicidade provém do íntimo, daquilo que o ser humano sente dentro de sí mesmo' Roselis von Sass -graal.org.br

HSERPA
© Todos os direitos reservados