Enamorado

Queria tanto seus abraços
Queria deitar-me em seu colo e adormecer
Olhe durante a noite para o céu
Veras que lá existe uma estrela a te iluminar
Essa luz que chega até você
Reflete em mim toda sua graciosidade
Sei que me quer menina faceira
Mas nega a você esse amor
Os dias se passarão
E aqui estou a sua mercê
Permita juntar meus lábios aos teus
Morreria por um instante do seu carinho
Sem você terei que transformar esse amor
E esse é meu temor...
Imaginar viver sem você é fatal
Mas ficarei feliz em vê-la sorrindo
Mas amargurado por essa distancia
Oh, menina!
Queria abraçá-la agora
E mesmo que só dessa vez
Ao me despedir
Saciar o meu desejo...
Deitar-me em seu colo...
Receber seus afagos...
Sonhar acordado...
Mesmo que não mais acordasse
Viveria sonhando...
Hipnotizado
Na ilusão de que somos eternos amantes...

Acredito que tudo tem início e fim, é certo.
Mas como acabar algo que nem sequer começou?
Abraços,
Cleudson Cavalcante

Brasilia