CANTO SOLITÁRIO

sem louvor às amenidades
nem enaltecer em versos
o que de si já é belo

para tal, há tantos,
mais sensíveis, talentosos,
talvez mais puros e credos

lira que canta os monturos
não altaneia estrelas
visita brejos, chora a dor

são musas desprezadas
no intento tresloucado
de levar luz à escuridão

é canto monocórdio
sem aplausos e ecos
adereços e flores

são gritos mudos
surdos aos mundos
blasfêmias na solidão...