Meu Carinho

Não me questionem sobre o que sinto
Chegou, sem escolha...
Ainda nem sei o que é!
Não quero magoá-las
Sinto-me envaidecido...
Na verdade, desolado
Queria tê-las perto, bem perto, sempre
Sem toques, abraços ou beijos
Somente olhares, somente...
Não me cobrem o que não sei
Não é paixão, nem desejo
Somente quero ficar por perto
Olhando, olhando-as...
E entre vocês imaginar-nos
Imaginar o que foi; o que não será...
Com quem foi; com quem será...
Não me indaguem sobre o que não sei
Pode ser amor... Amores
E incondicionalmente amá-las-ei
Perdoem-me... Não posso esclarecer o que é
Muito carinho há, é certo, muito carinho
Por enquanto, quero apenas ficar olhando-as
Esperando... Sei que vai passar
Chegará o momento da certeza
Contudo, nessa vida, sempre seremos vocês e eu
Trilhando um novo destino
Não me cobrem, ficarei sempre as olhando... Sempre

 

Por favor, deixe sua opnião...
Boa sorte,
Cleudson

Bras