* Valência*

* Valência*

 

o que me vale

são os pés

fincados na estrada

ora retilínea

ora encurvada


o que me vale

é a amplitude da alma

dissolvida em reflexões

ora desnuda

ora trancada em porões


Úrsula Avner


* respeite a autoria do poema.

* desenho:  Ria - Luiza Maciel Nogueira

                  http://versosdeluz.blogspot.com

Olá amigos e amigas do site e visitantes, a todos e todas deixo meu abraço afetuoso...

http://ursulaavner.blogsp...

http://www.ursulaavner.co...
Úrsula Avner
© Todos os direitos reservados