Pura Vaidade...


Teresa Cordioli

Quando na janela eu procurava pela lua
Chegou você de mansinho, com largo sorriso
Trazendo no olhar um pensamento, um pedido:
- Volte a escrever, sinto falta sua...
 
Fui logo dizendo, estou sem inspiração
Mas diante de tamanha beleza, me rendi
A escrever alguns versos com dedicação,
E dedicá-los exclusivamente a ti.
 
Sinto agora, tamanha responsabilidade
Postar para alguém que é escritor nato
E em matéria de poesia uma sumidade.
 
Acabar esse soneto será pura vaidade
Por isso te peço, fique no anonimato
Para que não desperte curiosidade...

========================================


(Obrigado amigo, um besteirol, mas escrevi)
  não sei tirar aquela tarja de cima....

Teresa Cordioli
© Todos os direitos reservados