O Medo Da Paixão

 
 
Tenho em você hoje, o meu maior desafio
Teu coração, um segredo a conquistar
Pois meu corpo sem o teu é apenas frio
Que envelhece pela dor que não quer curar
 
Pra lá e pra cá, você passa como águas de um rio
Falta-me a coragem de poder te parar, e falar
Mas o medo invade a vontade tornando vazio
Meu desejo que sucumbe na covardia do olhar
 
Minha paixão frágil, uma lágrima escorrida
É a esperança que no amanhã eu possa ter
A palavra certa que possa ao teu olhar dizer
 
Que sem o teu amor, minha vida é partida
Entre metades tristes que o desejo é viver
E a paixão sem querer é todo o meu sofrer

Murilo Celani Servo
© Todos os direitos reservados