Caminhos...

Entre a inquietude e a serenidade
vou seguindo meu caminho
com milhares ou as vezes nenhum pensamento
chego onde o coração quer chegar
me perco nas ruas atravesso cidades
me envolvo com coisas que depois me arrependo
caminho atraente de alegria aparente
no final indecente cheio de maldades
caminhos do mundo opostos aos meus
caminho inseguro por caminhos escuros
que me aproximam de tudo mas me afastam de Deus
caminhos imaginários onde caminho solitário
procurando uma resposta sobre os caminhos sem razão
caminhos da loucura, da violência, das guerras,
da dor, da morte, caminhos da fome, da corrupção
da indiferença, caminhos da inimizade
caminhos da religião que embaçam a visão
do caminho da verdade, caminhos do engano
caminhos paralelos, caminhos que se cruzam,
caminhos que confundem, que se fundem
me perco neles mesmo em plena luz
e não encontro explicação
caminhos que nos parecem faceis
por eles entram muitos notáveis
que só quando caem percebem
que são comuns, são frágeis
caminhos sem volta, de derrota
do fracasso, caminhos humanos
onde arrastado sou pelo vento
sem nenhuma direção, não encontro mais o
caminho tudo agora é confusão
grito desesperado em silêncio
com lágrimas que são as palavras do meu coração
que somente minha alma escuta
e em meus caminhos incertos
vislumbro oásis em pleno deserto
navego entre a paixão e a loucura
em um mar de adversidades
enfrentando tempestades e as vezes brandura
mas sempre em busca da felicidade
me detenho pelos caminhos pensativo
tentando primeiramente me encontrar
clamo a Deus e imploro
para em seus caminhos me firmar
e que por águas tranquilas me faça passar
pelo caminho da vida, caminho superior
caminho perfeito, da paz, caminho do amor
sempre eu possa caminhar
caminhando por esses caminhos
caminho com o Senhor, Ele é o caminho
vou por Ele, Nele e com Ele por onde quiser que eu vá...

Zeca Moreira
© Todos os direitos reservados