NAVEGAR...

 
 
Naveguei
por entre mares e corredeiras
por pedras, ou por cachoeiras,
naveguei...
 
Relutei
pelas marés e sem fronteiras;
é que pelas manhãs as dormideiras
escondiam-se,
relutei...
 
Eu sonhei,
que o mar um dia iria serenar
que as ondas não iriam me afogar,
eu sonhei...
 
Acordei
do sonho que me fez calar
das noites que vinham me encontrar,
Acordei!
 
E agora, 
que o mar bravio 
foi embora
a calmaria me estende as mãos,
tento navegar.

..."segura nas mãos de Deus e vai"...
..."quem parte se está sozinho pode de tudo encontrar pode suportar o frio pode rir pode chorar, mas tem que tirar sorrindo os espinhos da aflição porque de um sonho perdido se aprende a perdição"...
..." é de sonho e de pó"...
..." tudo que move é sagrado e remove as montanhas com todo cuidado meu amor, abelha fazendo mel, vale o tempo que não vôo “...
..." é preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã"...
Rita Reiki ritafotopoesia
© Todos os direitos reservados