Alone

Alone

Sou uma criança abandonada,
Sou o grito de um louco,
Sou o silêncio dessa noite,
Sou um pássaro rouco.

Sou o escuro desse quarto,
Sou uma chorosa canção,
Sou esse céu poluído,
Sou o não aperto de mão.

Sou a lágrima caída,
Sou a nota desafinada,
Sou muitas folhas secas,
Sou a tristeza escancarada.

Sou a cidade cinzenta,
Sou da areia, o grão,
Sou esse olhar cabisbaixo,
Eu sou a solidão.

 

 

00:52

São Paulo, SP - 13/09/2007