A Fome

A  Fome


         A Fome
 

 
Um luar de lua grande neste mundo
Sem poesia, que simboliza o ser humano?
Na guarda de elogio só fome e um sermão,
Para ostentar segredo sem razão...
 
Luar de lua grande no instante
Sem poesia, longe da verdade
A máscara é infinita na sociedade
Com fome de poesia no sangue e n’alma.
 
O semblante falso existe, persiste
Na caminhada do tempo com fome,
Sem poesia, o lamento faz o preço.
 
A lágrima, o consolo, para o presente
Nada vale...Só vale o bem vivo
Fazer sua parte pura e clemente.
 
 
Manaus, 28/10/2015
José  Nóbrega

 

José Herculano da Nóbrega
© Todos os direitos reservados