MALUCO

Eu quis anômalo
não a ternura
a ruptura
eu quis o fogo
e o desafogo
quis a louca dos sentidos
eu quis a sós
lamber a língua
olhar a voz
cheirar a carne
e ao som que arde
trançar as pernas
e dançar tango
...
mas tocou valsa

 
 

Visitem-me também em:

www.sergionespoli.recantodasletras.com.br

Grato!!!