Site de Poesias

Menu

Bruno Dias

 


Sou normalmente alegre

 
Também às vezes fico irritado

 
Boa disposição é que me rege

 
Tristeza é um fado evitado.

 

 


Emano energia positiva

 
Sinto que me cumpro

 
Preencho de luz a vida

 
Quando ao mundo me abro.

 

 


Gosto de me sentir assim

 
Gosto da sensação provocada

 
O que vejo é espelho meu sim

 
Evitando assim a derrocada.

 

 
 

Sou alegre sem sentimento

 
Guiado pela energia distinta

 
Pelo poder da intuição.

 
Que me rege, que me cinta.

 

 
 

 
 

Pelos menos de aparência

Sou feliz sem razão,

Será a consequência

 


Caminhante

 

 

  • "Quando morrermos seremos água, num raio de luz a ti iremos voltar e afirmar, somos um!!"

Poesias de Bruno Dias

Título Data Com. Vis.
Será Amor? 17/07/2015 1 122
Sabedoria 20/11/2014 0 152
DUETO INTERNACIONAL_XXXXII_Bruno_Soraia 15/03/2012 1 135
DUETO INTERNACIONAL_XXXXI_Caido por terra... 20/02/2012 1 134
Santo Cabrão 19/09/2011 2 138
Longe de mim 09/09/2011 4 151
DUETO INTERNACIONAL_Poesia inteira... 01/08/2011 1 133
És Livre 28/07/2011 2 146
http://folhinhapoetica.blogspot.com/ 18/07/2011 0 153
Alto-Mar 19/04/2011 6 266
DUETO INTERNACIONAL_XXXIX_ESQUECIMENTO 15/04/2011 2 112
Escondidos... 09/02/2011 2 183
DUETO INTERNACIONAL_XXXVIII_UniDoAvesso 31/01/2011 3 171
Quase... 28/01/2011 4 199
Ausente na acção 04/01/2011 2 220
DUETO INTERNACIONAL_XXXVII_Heróis do Mar 07/12/2010 2 147
O importante... 26/11/2010 4 188
Quando a morte... 18/11/2010 4 222
Anjo de uma asa... 11/11/2010 4 240
DUETO INTERNACIONAL_CIGANITA&CAMINHANTE_XXXVI_UM BELO DIA 29/10/2010 4 166