Site de Poesias

Menu

Camila Senna

 

Nascida no Estácio de Sá.

Ariana de março.

Poeta sem berço.

Casada por livre e espontânea vontade.

Mãe, por ser abençoada.

Mulher por natureza e puro ímpeto!

Sou ponto.

Sou vírgula,

Sou reticências...

Sou revoltada interrogação?

Sou loucura serena, intensa e quente exclamação!

Sou todo esse palavreado andarilhando o mundo...

Sou luz e vago no breu...

Meu sorriso largo mascara a ausência, a carência.

Sou todo esse barulho dos meus versos desnudos...

Sou urgência!

Prazer.


Camila Senna

 

Poesias de Camila Senna

Título Data Com. Vis.
Criatura etérea... 23/08/2011 0 71
Maria Ninguém... 23/08/2011 1 118
Me encontrar... 08/11/2010 1 421
A natureza e sua essência. 08/11/2010 0 256
Ironia ou bondade? 08/11/2010 0 141
Vento... 08/11/2010 0 265
Assim é Paraty... 08/11/2010 0 1442
Caminhando... 08/11/2010 0 151
Para os destemidos... 09/10/2010 0 103
Não quero ser figurante... 09/10/2010 0 431
Falta tudo, menos veneno. 09/10/2010 0 179
"Negro de Valor" 09/10/2010 0 976
Suas digitais em mim... 26/06/2010 1 108
É muito mais... 26/06/2010 0 93
Não tente me colocar amarras... 26/06/2010 0 68
Que assim seja... 26/06/2010 0 74
Nem o ar, quer estar... 26/06/2010 0 73
Voltou a ser o que era... 26/06/2010 0 63
O Sol raiava... 19/06/2010 0 74
Visceral... 19/06/2010 0 95