Site de Poesias

Menu

Reticências de inverno . . .

[Ilustração não carregada]

Não importa o tempo 
Os desgastes da madeira
Somente  importa a  essência
Mais apurada e enriquecida
Rica em  acalantos e  novas experiências
A alma desnudada revela-se 
no mistério  dos minutos
carregados de calor e emoção
despertada  pelo encontro
Ao simples olhar molhado de desejo
ao toque dos dedos nos cabelos macios
abraços e beijos tímidos e desacostumados
Porque devagar se constrói  um viver sólido
Cada vez  melhor,sem pontos finais
Apenas as reticências
Leves pontos de luz que unem almas afins

com amor e intensidade  . . .  

 

Compartilhar
Bruma Lilás - Taís
04/08/2013