Site de Poesias

Menu

Sexual

Você tem aquele jeito
Que me deixa deleito, à vontade
Que me coloca de quatro, me muda de lado
Pinta meu ventre com os lábios
Lança minha renda cama a fora
E me devora,
Explora meus sessenta e nove pecados
Eu sussurro em tua orelha
Você levanta a sobrancelha, eu já conheço teu olhar
De quem vem faminto e não nega seus instintos
Pronto pra se alojar
Dentre minhas coxas e me marca toda roxa
Pra depois me recordar.
Meu quadril se movimenta,
No compasso de sua sedenta vontade de me tomar
E seu músculo viril me envolve num ardil desejo de não cessar
Sua língua articulada,
Indaga todo o meu sexo
Penetra em meu úmido íntimo
Meu corpo trêmulo denuncia
Nosso gozo é o reflexo.
 
 

Compartilhar
Ana Julia Artur Bolato
15/06/2013