Site de Poesias

Menu

PENHORES

Preciso fazer algumas penhoras:

preciso penhorar meus pés

que embora bonitos

modéstia a parte

andam devagar sem muita pressa

quero penhorar minhas pernas

quem aceitar deve saber

que elas andam bem cansadas

devo penhorar minha genitália

mas quem estiver interessado

deve saber

que embora sem ter feito descendentes

anda meio quinze horas

penhorarei meu tórax

e precisam saber

que com os anos idos

anda meio flácido

os braços

que já carregaram pesos

andam desfalecidos

e há

com certeza

alguém a interessar

ainda o pescoço

com o meio elevado gogó

que tem aguentado

a cabeça pesada

quem o penhorar

não terá arrependimentos

penhorarei os olhos esverdeados

mas a conta das lentes

será ao encargo do penhorante

Também a boca... o nariz.... e as orelhas

que com certeza

quem o fizer

fará bem proveito

também a cabeleira

sem escalpo

que anda ficando coberto de neve

A tinta?

arrume-se

penhorarei...

o cerébro...

o coração...

bom

estes não

pois ainda quero navegar na liberdade!

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhar
Onivid ed Ortsac Saiuqalam
06/05/2013