Site de Poesias

Menu

MULHER ENCANTADORA

Violeta era o nome da mulher que muito amei
Foi na festa do Divino na capela da cidade
Onde por felicidade esta deusa encontrei
Com seu lindo e terno olhar, juro que me apaixonei
Fui pra casa quase louco e o tempo inteiro pensei.
           
Seus cabelos prateados, seus olhos esverdeados
Branca como o luar, cheirosa como uma flor
Tinha requebre no andar, muita calma no falar
O seu traje impecável, os meus olhos ofuscou
Nunca vi mulher tão bela: Tudo nela me encantou!
 
Eu estou apaixonado, o cupido me flechou
Quero tê-la ao meu lado e sentir o seu calor
Perdi a minha cabeça, não sei onde ela botou
A paz que eu tinha na vida, com astúcia me levou
Esquecê-la eu não posso: Tudo nela me encantou!
 
O que vou fazer da vida, se ela não me quiser
Sei que morrerei de dor, sem ter aquela mulher
Entregar-me-ei a bebida e serei um sofredor
Abandonarei emprego, perderei o meu valor
Mais a quero só pra mim: Tudo nela me encantou!
 
Violeta anjo bendito não rejeite meu amor
Porque zombaste de mim depois que me enfeitiçou
Onde está teu bom senso, porque antes não pensou
Trocastes-me por outro que sempre te desprezou
Vou dizer mesmo pra ele: Tudo nela me encantou!

 

Compartilhar
MARIA AGLAIDE NEVES
17/04/2013