Site de Poesias

Menu

PERDIDO E SÓ

Eu queria poder viver,

mas, às vezes, vegeto.

Eu queria poder tecer sonhos.

mas, às vezes, sonho vidas de outros.

Eu queria poder sorrir,

mas, às vezes, dou gargalhadas

de situações nada convencionais.

Eu queria ser eu,

mas muitas vezes,

mal me conheço!

Compartilhar
Onivid ed Ortsac Saiuqalam
22/01/2013

  • 2 comentários
  • 219 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados