Site de Poesias

Menu

A noite inteira

Passa o vento
Aquela hora
Vem passando
Vou-me embora

Vou-me indo
Pra minha nega
Vai que a noite
Logo chega

Chega morena
Dançando cansada
Te jogo na cama
Toda suada

Te pego de jeito
Falando besteira
Fazemos amor
A noite inteira

Vem passando
Faminta a noite
Devoro a ti
Em loucos sussurros

Mordo teu corpo
Suado e salgado
Leve-me ao mar
O mar dos teus olhos

Linda morena
Por que te amo tanto?
Tanta a noite e tanto
Logo te deixo
Se afasta teu cheiro

Óh virgem inocentada
Se o mundo soubesse
Se todos te vissem...
Logo esta noite...
A noite inteira...
Inteira e safada!


Por: Aquile

Compartilhar
Rafael Aquile
08/09/2012