Site de Poesias

Menu

O Diabo me tenta

O muito não me sacia
nem o único me seduz.
O fato dela não ser mais minha
sobe-me à cabeça
E queima minha luz.

Aqui nesse escuro que meu lápis padece
com essa dor que me dá ansia e me adoece
Sinto meu peito contrapor para os olhos
o ciúme, o nojo e a aversão,
a saudade, a paixão e o tesão.

Que sentimentinho mais irreprimível
que insiste em se mostrar pelos meus olhos
Que sentimentinho desgraçado
que leva-me o sono e me deixa pirado.

Isto não me deixa nem por outros mil abraços,
Isto me consome e aos poucos me desfaço.
O Diabo me acompanha e me tenta
E o amor, econdido, permanece e não se ausenta.

By: Aquile

Compartilhar
Rafael Aquile
08/09/2012