Site de Poesias

Menu

Sina

Sei que as coisas nunca acontecem do nosso jeito
E o meu jeito é sempre o mais complicado.
Quero tanto te falar, quando me falta peito
Assim vou morrendo triste, louco e calado.

Receio suplicar-te em vão...
...Deixar meu porto e afundar em águas solitárias
Não quero chorar louco ao chão
Não quero a sina de sofrer em vidas ordinárias.

Minha sina são cartas, vindas de Meneceu.
Me dizem que um dia triste ao fim da vida,
ainda me lembrarei de Ascijes, que um dia este tolo perdeu.

 

By: Aquile

Compartilhar
Rafael Aquile
07/09/2012