Site de Poesias

Menu

O TEMPO DAS FANTASIAS

[Ilustração não carregada]

 
Alheio e absorto nas indolências
Flutuando na brisa da aragem
Em sonhos, revendo molecagem
Viagem no tempo, revivescências

Imaginação em torvelinhos
Ocultos anseios meninos
Evolados nas malemolências
Volta aos anos das inocências


Onde tudo era fantasia
Desconhecida a melancolia
Contrariedades, impaciências

E os folguedos de um dia
Incansáveis, divertia e  sorria,
Hoje saudosas reminiscências

* PUBLICADO NO LIVRO ANTOLOGIA DE POETAS BRASILEIROS CONTEMPORÂNEOS N° 91, EDIT CBJE, RIO DE JANEIRO/RJ, JUNHO DE 2012
 

Compartilhar
EDILOY A C FERRARO
15/05/2012