Site de Poesias

Menu

Mundo revirado

Quadros ornamentam a parede,

Luzes tentam desnudar aparências,

Líquidos se derraman sobre a mesa...

Uma vida normal...


Não me habituo com essa convenção

De que tudo deve estar no exato lugar,

A  aliança na mão esquerda,

O beijo no canto da boca,

O ônibus no ponto a me apanhar.


Quero o mundo revirando,

como meu amor e minha paixão,

O desespero, a mala desarrumada,

Desejos saciados no chão.


Quero o mundo torto 

Para sentir-me certo

Contigo por perto

Mesmo perdendo o avião.


 

Compartilhar
Elias neri
03/05/2012

  • 0 comentários
  • 312 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados