Site de Poesias

Menu

CACHOEIRA

Tal como água

Fluo

Mato a sede

Apago o fogo

Inundo...

 

Mas também

Deságuo

Dissipo

Evaporo...

 

E broto novamente da terra.

 

Às vezes

Grande lagoa

Outras tantas

Pequeno ribeirão

Às vezes

Chuva fina

Outras tantas

Tempestade com travão

 

Mas nunca água represada.

 

E assim sigo escoando,

feito cachoeira,

contornando os obstáculos rumo ao grande oceano...

 

 

Compartilhar
Luciana Dimarzio
25/08/2011