Site de Poesias

Menu

M E L A N C O L I A

 Tem dias na vida 

 Que são tão vazios

 Bate uma tristeza

 Como nunca se viu.

 

 Essa melancolia

 Que invade a alma

 Deve ser a saudade

 De alguém que partiu.

 

 Da um nó na garganta

 Uma mágoa no peito

 Ai, não tem geito

 Só chorando adiata.

 

 Quando se morre 

 É como viajar, 

 A  morte se sabe, não vai mais voltar

 A viagem no entanto, se pode esperar.

 

No cair da tarde 

Quando o sol se deita

É a noite chegando

Para a dor acalmar.

 

 Quando vem o sono

 É como um calmante

 O corpo se entrega

 E sonha distante.

Compartilhar
sirlei nascimento
15/06/2011

  • 0 comentários
  • 42 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados