Site de Poesias

Menu

DROGAS

    Desespero, dor,  amargura

    Jovens destítuidos de amor

    Confusão mental

    Instinto animal

    É a droga agindo no seu sistema cerebral.

 

    Droga, droga, droga...

    É o jovem que implora

    Chorando muitas vezes roga

    Tire-me desta vida

    De  desilusão penúria e morte

    Pois nenhum ser humano

    Merece ter esta terrível sorte.

 

    Iludido com a droga

    Naquele minuto apenas

    O mundo se torna melhor

    Nem imagina que após

    Seu destino é o pior

    Cai num abismo profundo

    Desprezando o próprio mundo.

 

    Procure o seu caminho

    Não viva a vida à toa

    Você é um sopro divino

    Chame a vida ao seu encontro

    E não deixe que a droga 

    Dirija o seu destino.  

    

Compartilhar
sirlei nascimento
15/06/2011

  • 0 comentários
  • 52 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados