Site de Poesias

Menu

doce veneno..

Injectado no teu puro sangue
Ficou todo o meu vil veneno
Acto monstruoso em teu corpo de miúda
E o frasco de antídoto era infelizmente para ti demasiado pequeno..
 
Agora gritas com a tua imensa dor
Meu veneno arde em conjunto com o teu calor
Quase que não aguentas esse suplicante ardor
E resignas te a morrer com o meu veneno, o meu amor..
Porque meu amor é feito de ódio reciclado
Tantas vezes que na minha triste vida foi ela amplamente reutilizado
E meu beijo é uma promessa de morte para ti..
No primeiro beijo que  dei quando te vi
Na minha saliva provas te meu doce veneno
Mesmo que tenha sido um beijo pequeno
Sei que lentamente te irá matar
Mas viverás para sempre em meu coração
Aquele mesmo que me falhou sem qualquer razão
Ao não me permitir  te também amar..
 

 

Compartilhar
krippy
01/02/2011

  • 0 comentários
  • 71 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados