Site de Poesias

Menu

A CHAVE DO CÉU

Lanço meus sentidos ao vento

flutuando ao infinito se vao

impregnados com o azul do céu

eis que quando nao posso mais os ver

refinados sensoriais me trazem

inefáveis coloridos sentimentos

ao som de cristais me invadem

visoes de multicores boreais

e sentir preciosas coloridas me alimentar

refinar a alma

em sintonia contigo ,ó divino,

viver o amor,a transmissao de pensamento

e o brilho no olhar.

Compartilhar
CLEBER VITORIO
04/10/2010

  • 0 comentários
  • 45 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados