Site de Poesias

Menu

Eu e o seu cheiro e mais ninguém em casa

Eu e o seu cheiro e mais ninguém em casa. Os móveis estão todos dormindo e as poucas luzes ainda refletem o prazer do seu rosto encostado no meu. Pego um pedaço de papel e tento descrever essa solidão. Apenas tento, porque nem mais isso sei arrancar de dentro de mim. Ela prefere continuar assim, sem sinal de liberdade. Prefere habitar essa atmosfera cheia de seu cheiro. Cheia do cheiro que lhe deu amor. Cheia do cheiro que lhe deu vida. Cheia do cheiro que lhe deu eternidade. Olho em volta e só o que vejo é: eu e o seu cheiro e mais ninguém em casa.

Compartilhar
Kathiele
20/09/2010