Site de Poesias

Menu

vivo para ti..

eu tou vivo perante os teus lindos olhos
mas sinto me já a viver como um defunto sujo e imundo..
sinto me mesmo deslocado no tempo
e a milhas desse teu maravilhoso e tão fantástico mundo..


e tal e qual como um defunto
sinto me lentamente meu corpo a apodrecer..
meus olhos já não choram lágrimas de vida
meu coração corrompido já não bate
aquele que batia e vivia só com a alegria de te ver..

e agora me veem falar
no final da minha sofrida vida
duma hipótese dum céu unico e promissor..
e eu lhes respondo com toda a minha mágoa
que nada apagará meu inferno em vossa vida
essa sim,minha grande dor..

e esse mesmo céu que me prometem suave e quente
não me amansa nem me aquece no frio do meu longo inferno..
nenhum anjo me esquentará entre as suas asas
porque vivi eu em minha vida inteiramente nú e desprotegido num frio e crúel inverno..
~
e mesmo agora sinto me desafortunado
mesmo quando me falam numa possivel e hipotética imortalidade..
mas eu me sinto á mesma para ti morto,e afundo me em minha própria cova cubrindo me com terra imunda
escondendo de ti minha triste realidade..

adeus meu amor,a Deus irei entregar meu corpo sujo e impio neste buraco mais que profundo...
porque se Deus não me aceitar
então ficarei eu no meu triste buraco
e será lá que farei meu novo mundo..

mas se minha paga desta miserável vida é morrer eu sozinho,então que seja pago,mas pago a peso de ouro..
porque vou morrer meu amor,morro,mas morro pobre e sem vida,sem ti e tua alegria,essa sim,meu lindo e unico tesouro..

e sim te considero única
talvez sejas no meio de muitas uma jóia rara
talvez sejas até para mim uma oferta muito cara
és tudo o que eu devia ter tido em minha vida..
minha vida não foi nem sequer por Deus abençoada
tua entrada nela foi louca e desamparada e eu agora no fundo do meu louco egoismo não quero nem te mostro de meu mundo louco a saida..

porque a saida para ti se encontra encerrada
há muito tempo que por mim fostes sendo cercada

e agora és minha prisioneira numa prisão em que as grades são construidas em amizade..

tua pena,que não é grande mas também não é pequena
e teu delito por ti cometido por tua própria vontade e agora a única coisa que eu em meu tribunal te condeno
é a amares me como um amigo de verdade..

Compartilhar
krippy
30/07/2010

  • 0 comentários
  • 72 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados