Site de Poesias

Menu

Asas

 
Se asas eu tivesse.
Subiria ao céu,
E no inviolado firmamento...
Sentir a presença de Deus!
 
Em rodopios delirantes,
Com asas de risos subir ao sol,
E nas curvas do arco-íris...
De artista me vestiria.
 
Se asas eu tivesse.
Coisas sem juízo eu faria,
Sobre os ventos cavalgaria
Ao som de serenata ao luar
Bailaria por salões de ar.
 
 
Se asas eu tivesse.
Com leveza rodopiaria
Sobre os picos mais altos...
Onde pássaro algum esteve.
 
Ah! Se asas eu tivesse
Sobre as ondas do mar
Eu poderia pousar
Adormecer ouvindo
As mais lindas canções de ninar!
 
Janete Chagas
 
 
 

Compartilhar
Janete Chagas
14/01/2010