Site de Poesias

Menu

Umas e outras (10)

[Ilustração não carregada]

A carne lateja...
E não encontra outras variáveis...
Rotas sanguíneas em desordem...
A tez empalidece,
As pupilas se contraem e perdem o brilho,
São pistas de que a vida
Esta sendo saqueada pela escuridão eterna.
 
“Não atenteis para as coisas ditas sobre as belezas da morte,
pois vos, ansiosos pela paz eterna, permanecerão perdidos
e esquecidos no vale das ilusões”. 
 
(A mediocridade é um estado de espírito
cuja suas consequências são mais abrangentes
do que a razão possa suportar).
 
 
“Nietzsche chorou porque a sua tragédia não foi consumada, a vida lhe encarregou de antecipar o fim de sua trágica jornada”.
 
 
“Todas as formas
 de se morrer são injustas; porque cada indivíduo
teria que ter na hora da morte um grande evento cada qual com o
seu devido merecimento”.
 
 
”Perpetuar-me-ei pelas palavras que deixarei escritas porque
as palavras ditas serão esquecidas na medida que o meu corpo
apodrecera sob a terra para onde retornarei”
 
 

Compartilhar

Obrigado pelo carinho da visita ao sair deixe um comentário ou uma simples critica.

Jose Aparecido Botacini
07/01/2010

  • 7 comentários
  • 288 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados