Site de Poesias

Menu

FANTASIAS NECESSÁRIAS

em devaneios temos asas
voamos além dos limites

em cenários utópicos
matizes em cores vivas
em acres paisagens

imaginamos um porvir
e vivemos as rotinas
alimentadas de esperanças
crianças à espera do natal

ilusões dadivosas
colheitas de sonhos
muletas na travessia,
luzes nas trevas dos dias

companhias aos sós
flores nos caminhos
margeando espinhos
florindo caminhadas
nutridas, coloridas

lágrimas e risos
assinalados no calendário
passos dados demarcados
histórias escritas, vividas

sem ideais a perseguir
tramas sem enredos
fatos inconcretos
naus sem rumos

se preciso é respirar
para viver
sonhar é imprescindível...


Compartilhar
EDILOY A C FERRARO
05/10/2009