Site de Poesias

Menu

SOLIDÃO CRUEL


SOLIDÃO, FRUTO DA SAUDADE!

SAUDADE QUE RONDA O MEU CORAÇÃO

E DELE FAZ UM DESCAMPADO!

SAUDADE QUE ME FAZ VAZIO, TRISTE,

FAZ-ME UM SER ATORDOADO!

A SOLIDÃO QUE PERMANECE EM MIM

INTOLERANTE, BRAVIA,

DOR QUE NÃO QUER TER FIM

DE MIM NÃO SE AFASTA NEM POR UM DIA

É O VAZIO QUE ME PUXA

A SOLIDÃO QUE SE FAZ FORTE

QUE TRAIÇOEIRA ME MACHUCA

E ARROGANTE TRAÇA MEU NORTE!

SINTO TODA A EXATA IMENSIDÃO DO SÓ

SÓ DE SOLIDÃO QUE MACHUCA

QUE DE MIM NÃO TEM DÓ!

QUE NÃO ME DÁ CHANCE DE FUGA!

QUERO TER VOCÊ DE NOVO

PARA VOLTAR A SORRIR

E EM SEU BELO CORPO

PODER DEITAR-ME E DORMIR

QUERO SEUS CABELOS CACHEADOS

SENTIR SEU CHEIRO DOCE

PERCEBER SEU OLHAR APAIXONADO

FOI ASSIM QUE O AMOR TE TROUXE!

MAS COMO TROUXE LEVOU

E DE REPENTE TUDO PAROU!

A ESCURIDÃO SE DEU

A SOLIDÃO CHEGOU!

CEGO DE AMOR, MORTO DE PAIXÃO

SEM VOCÊ FRIO ESTÁ MEU CORAÇÃO

VOU MORRENDO, TE QUERENDO

ME PERDENDO NESSA SOLIDÃO

SOLIDÃO DA MALDADE

QUE FEZ DE MIM UM ZUMBI

CAMINHANTE, MORRENDO DE SAUDADE...


Compartilhar
marcos cesar santos de vasconcelos
30/09/2009

  • 2 comentários
  • 1045 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados