Site de Poesias

Menu

A L É M ...

 

como se fora a vida
minguar de repente
num sopro expirada
vento brando nas cortinas

ares rescendidos
no ambiente,ausente,
distante, vestígios
respirados exalados

fluídas lembranças
traços indefinidos
nostalgias impregnadas
abstrata presença

livros desarrumados
desordens
saudades
vontades e anseios

cenário desabitado
denotando rastros
de uma despedida
recente, desprevenida

alçando voos
indecisos
imprecisos
como passos primeiros

larva mariposa
corpo espírito
finito a dar adeus
infinito a percorrer...

...tênues véus entre as dimensões da alma...


Compartilhar
EDILOY A C FERRARO
26/09/2009