Site de Poesias

Menu

Dentro dos meus sonhos

[Ilustração não carregada]

Esta criatura encantada de enormes asas

Que entra pela porta estreita dos meus sonhos

Traz em seus olhos a luminosidade das brasas

Cobre com a seda de suas mãos, meus medos medonhos

 

Exala sobre minha face, seu hálito floral

Derrama em cada parte do meu corpo

Um fino óleo especial

 

Abro as janelas emperradas

Quero arejar meu âmago

Onde percorro longas estradas

 

O anjo me conduz a um dourado amanhecer

Entre jardins de delícias me deito

Até o próximo anoitecer

 

 

                                                   *  Úrsula A. Vairo Maia  *

 

* Respeite os direitos autorais. Esta poesia tem registro na Biblioteca Nacional.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhar

Agradeço a todos que gentilmente me visitam e deixam seu comentário. Obrigada pelo carinho. Em meu cantinho em 25-09-08

Úrsula Avner
13/12/2008