Site de Poesias

Menu

VIGÍLIA

 

Ao lado de um amor moribundo
Das poesias que num lamento
Dizia desse amor profundo...
Vi-me  numa agonia
Sepultar um amor ainda com vida?
Aterrar poesias que desse amor dizia?
Sem palavras, assim me senti!
E num triste sussurro
Ao eco da minha poética recorri!
E num sussurro ouvi...
Sem poesia e amor, não há vida!
Livrei-me dos estilhaços
Agarrei meu coração
Envolvi esse amor adoecido
Molhado em lágrimas de emoção
Em um dormente lenço tecido!
 
Mari LeneCabraL

Compartilhar
Marilene CCabral
10/12/2008