Site de Poesias

Menu

AGORA O QUE FAÇO EU !

Quando olho meu leito vazio,
Meu corpo estremece.
Quem me aquecia no frio,
Já não mais aquece.
 
Quem dividia o leito comigo
Partiu e nem disse adeus.
Sem seus braços que eram meu abrigo,
Agora o que faço eu?
 
Vou fechar meu coração pra balanço,
Não estarei para ninguém.
Por enquanto não pensarei em outros braços,
Apesar de dizerem que um amor vai e outro vem.
 
Não durmo na minha cama vazia
Fechei o quarto e joguei a chave fora
Passei a dormir em outra cama, só que fria,
Porque ninguém dorme comigo agora.

Compartilhar

Conviver com a solidão é um castigo que não desejo a ninguém. Tudo é frio ,sem vida, nada tem sentido. O sol é opaco, o vento não balança folhas, o riacho não murmura, as aves não cantam é o fundo do poço, e não tem água é um poço de fel. Ao nascer do dia.

Ubirajara Fernandes
10/12/2008