Site de Poesias

Menu

INCONGRUENCIAS

[Ilustração não carregada]

 

Perdida mulher...
Desejando o tudo
Encontrando o nada!
Amizades tidas reais
Escorregam do coração!
Amizades ditas virtuais
Escapam pelo teclado!
Sinceridade?
Sempre a almejar! 
A verdade?
Sempre a buscar!
Minha inspiração?
Expirando está!
Amores?
Escorregadios amores!
Esperanças?
Estou a esperar!
Sonhos?
Estou a criar!
Felicidade?
Cansada quimera! 
Nessa árdua caminhada
Entre o real e o virtual
Sigo como mulher
O mito dos mitos!
Buscando em cada recôndito
Do meu inquieto ser
O significante do tudo
No significado do nada
Na significação de ser MULHER!

Mari LeneCabraL


Compartilhar
Marilene CCabral
01/12/2008