Site de Poesias

Menu

O SEXO DO VINHO

[Ilustração não carregada]

O SEXO DO VINHO
Quero te degustar,
como quem bebe um vinho,
ora doce, ora seco...
devagar... sorvendo cada gole,
de gota em gota.
A respiração -  a minha,
se mistura com a saliva,
minha língua passea pelos lábios,
que secretamente se abrem.
Um silêncio toma conta de mim.
Escuto meu prazer falar mais alto,
meus dedos percorrem labirintos,
respiro estremecida e entorpecida.
Movimentos lentos e desordenados,
percorrem meu corpo desnudo,
com minhas mãos trêmulas.
Faço uma dança sensual,
exploro o toque da minha pele macia,
meus seios enrijecem,
na rigidez do teu sexo,
minhas entranhas ficam úmidas.
As  pernas se retrai em busca do absoluto,
me excito com meus dedos,
soltos gemidos lúcidos,
troco as palavras pelos gestos sensuais,
O sabor do vinho.
Imagino você em mim,
sussurando no meu pescoço
com seu hálito quente,
me acariciando suavemente,
beijando meu infinito,
me chamando de meu amor...
Sentindo o seu prazer,
misturado ao meu....
Como vermelho carmim.
Me beije mais uma vez,
me inventa no teu adultério,
me tira do sério...
me possui docemente assim...
mesmo na sua ausência,
desvenda meus mistérios
implode meu secreto,
depois volte para o seu lugar,
totalmente livre de mim.

soraia
Ciganita

 

Compartilhar

Uma noite sensual nos meus pensamento
. Pensando em alguém.. no meu interior

Cigana
08/10/2008