Site de Poesias

Menu

Minha doce namorada

Antonio Cícero da Silva


A minha doce namorada
É igual ao favo de mel
É doce ao extremo
A ela amo e proclamo.

A minha doce namorada
É presente da natureza
Que com o brilho das estrelas
É a mulher mais faceira.

Ela é meiga e brilhante
Sempre forte e aconchegante
Sinto-me já realizado
Porque sou por ela amado.

Nos amamos ao extremo
Somos leais companheiros
Que em todos os momentos
Nos abraçamos a contentos.

Compartilhar

Nos amamos ao extremo... Carapicuiba/SP

ANTONIO CÍCERO DA SILVA(ÁGUIA)
09/07/2008