Site de Poesias

Menu

o (a)mar do nosso desejo

minha boca vai gostar da tua
percorrerá você inteira
descobrirei teus mistérios
abrirei tuas portas, seu néctar vou beber
e me embriagar de você..
será gostoso acordar desse jeito, ao teu lado,
assim sentindo meus lábios em teu corpo
num beijo íntimo e safado..
você é deliciosa na sua plenitude,
na essência da feminilidade, na tua sensualidade
na doçura de sua boca me querendo,
na delicadeza dos seios me apontando.
Nas pontas dos dedos esprema o tempo,
ponha num conta gotas
e num pingo de mágica crie as asas,
pois é só o que lhe falta minha fada...
Feche os olhos na noite, na cama sozinha,
e acorde de manhã na minha...
diga uma coisa gostosa que ela se realiza
num só pulo,  num salto você me alcança,
lá da torre de seu castelo
olha o reino da floresta
onde espero, teu servo,
para iniciarmos uma dança
de mãos dadas feito crianças
com corpos sedentos da sede de amar..
entenderemos nossa linguagem
sussurro gostoso, gemido de mar
do prazer que me afogará, brotando do teu forno
onde assarás meu beijo e meu falo
sinto daqui o cheiro do teu gozo
aquece minha alma, repouso, me calo
no cheiro de fêmea bem amada,
bem aberta, escancarada
louca desarrumada com um riso safado na cara,
que diz tudo sem falar nada,
afinal não precisarei da fala,
só de sentir seu coração batendo em disparada,
seu respirar ofegante, sua boca entreaberta
com sua língua de seda esperando ser sugada
os lábios serem mordidos..
a vulva ser chupada...
e mais uma vez inundará
com o sublime cheiro do teu mar
o interior de nossa casa

Compartilhar

Minha musa me inspirou uma noite solitária mas deliciosa, sublime, inquientatemente gostosa. Salvador, meu apartemento

André Ferreira
27/05/2008