Site de Poesias

Menu

NÃO EXISTES...

[Ilustração não carregada]

                 
Não existes!
És fumaça?
És miragem?
És saudade?
És... o quê?

Como posso saber o que tu és,
Se nem mesmo sei de onde viestes?
Sei de ti aquilo que trouxestes:
Dor à cabeça, chagas para os pés...

Por tirares, de tudo, a graça,
Tu te tornastes... fumaça.
Por fugires, só por bobagem,
Tu te tornastes... miragem.
Por me deixares só, por maldade,
Tu te tornastes... saudade!

És... o quê?
Tu existes?
Não existes!
És... ET!
   ****

Compartilhar

Admitir que perdeu? Não! É preferível sempre arrumar uma desculpa..."não existes"..."és ET"... Campo Grande, MS - bela tarde

*** BUCHARA ***
23/01/2008