Site de Poesias

Menu

SONETO BILAQUIANO - Ialmar Pio Schneider - Contemplo a noite... brilham as estrelas e cada vez mais triste e sem carinho, procuro amar alguém para entendê-las, mas não a encontro e fico então sozinho. À distância parecem tagarelas


SONETO BILAQUIANO
                     Ialmar Pio Schneider
 
Contemplo a noite... brilham as estrelas
e cada vez mais triste e sem carinho,
procuro amar alguém para entendê-las,
mas não a encontro e fico então sozinho.
 
À distância parecem tagarelas
e quase suas falas adivinho,
quando peço que afastem as procelas,
iluminando sempre o meu caminho...
 
E permaneço assim horas sem conta
a percorrer a via-láctea amada
com meus olhares súplices, sedentos...
 
Pouco mais minha vida desaponta,
porque mesmo que não alcance nada,
eu me deixo levar aos quatro ventos...
 
Canoas (RS, 06 de maio de 2000
 
Enviado ao Diário de Canoas em 20.11.09
http://ialmar.pio.schneider.zip.net/
EM 16.7.2010
http://www.jornalnh.com.br/site/interativo/interativo_blog,canal-5,ed-104,ct-107.htm
EM 16.7.2010
 
 

Compartilhar
Ialmar Pio
04/12/2020